vai parecer doença, vai que é

Já devo ter falado isso uma mil vezes de formas diferentes.

Às vezes eu acho que seria legal ter um get-away-from-myself por uns dias.

Viver a vida de outra pessoa. Queria poder ter o corpo do outro, a casa, comer da comida dele, tomar banho no banheiro dele, ter outro cheiro, outra textura. Gasto um tempo considerável imaginando como seria isso, chega a ser terapêutico (ou não? ainda não sei!)

Atualmente passo por isso com a irmã de uma menina random.  Não tenho nenhum tipo de contato com ela, por isso a fantasia vai longe.

Fui convidada a entrar na casa dela uma vez e agora sonho com o banho com a esponja enorme e cor de rosa no sabonete roxo, nos xampus para cabelos com mechas, no leite condensado aberto na geladeira, no gato preto, nas meias penduradas no varal. Quando será que ela assiste tv? Será que deita no sofá ou no tapete?

Não sei se é diversão ou passatempo, mas me desentedia.

Meio completamente infantil isso, né? Se imaginar como outra pessoa.

Falando em tédio, descobri a coisa linda de deux que é fazer colagens!

Nunca sujei tanto meu quarto com retalhos de papel!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: